Você sabia que 16,8% da população mundial convive com autismo? O dado é do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), órgão ligado ao governo dos Estados Unidos. O CDC também indica que 1 a cada 59 crianças é diagnosticada com o Transtorno do Espectro Autista (TEA), que afeta o neurodesenvolvimento e tem influência nas interações sociais. Por isso é tão importante discutir a inclusão de pessoas com autismo na sociedade em geral.

Para abordar as melhores práticas dos profissionais de educação e seu papel neste processo, a Cesuca vai realizar um ciclo de palestras. A atividade, organizada pelo projeto Autismo e Inclusão, do curso de Psicologia, tem o objetivo de promover o conhecimento reflexivo e é voltado para práticas pedagógicas. A coordenadora do projeto, a Profa. Dra. Maúcha Sifuentes, explica: “essas informações serão discutidas com enfoque nas estratégias mediadoras que buscam promover o desenvolvimento de crianças com autismo”.

Além do ciclo de palestras, o projeto também disponibiliza um site para auxiliar os professores no apoio ao aluno com autismo. Lá, você encontra informações e conteúdos científicos para ajudar a guiar as atividades em sala de aula.

A entrada para as palestras é gratuita e aberta ao público; você pode se inscrever clicando aqui. As vagas são limitadas.

Programação

  • 1º encontro: Caracterização do autismo e política de inclusão, 19/10, das 9h às 12h
  • 2º encontro: Processo de brincadeira no desenvolvimento infantil e contexto do autismo, 26/10, das 9h às 12h
  • 3º encontro: Estratégias pedagógicas mediadoras que buscam promover o desenvolvimento de crianças com autismo, 09/11, das 9h às 12h
  • 4º encontro: Estratégias pedagógicas e fechamento do ciclo de palestras, 23/11, das 9h às 12h